Slider

Livros

Filmes

Promoções

Novidades

Séries

Games

» » » » Grandes Diretores: Orson Welles

"A única coisa verdadeira é o sonho." Orson Welles
  
Brilhante, magistral, inovador e polêmico George Orson Welles dirigiu 27 filmes entre os 113 que completam sua monumental carreira também como ator, roteirista, montador e produtor.    
Welles nasceu em 06/05/1915 em Kenosha, Wisconsin - EUA. Aos 18 já era um ator de prestígio no teatro experimental, na Irlanda. Um ano depois estréia na Broadway com ''Romeu e Julieta''. Torna-se amigo do diretor e produtor John Houseman, que o levou a participar do New York Federal Theatre Project e estreou sua primeira montagem na produção e direção ( ''Macbeth'', encenada no Harlem somente com atores negros). Da parceria Wells e Houseman  nasce a companhia Mercury Theatre e das produções destaca-se ''Julio Cesar'', de 1937, em que Welles escreveu o roteiro  ambientando a história na Itália fascista.
Ele alcançou o sucesso absoluto nacional no ano seguinte.
No programa teatral semanal de uma hora que ele transmitia, pela CBS, narrou em forma de boletins "A Guerra dos Mundos" de H. G. Wells no Dia das Bruxas (Halloween) de 1938.
A notícia era que marcianos haviam aterrisado em Nova Jersey. A encenação foi tão real e perfeita que a população entrou em pânico e fugiu de suas casas.
Aproveitando da popularidade que Wells conseguiu a RKO o leva para Hollywood com um contrato milionário.
Welles teria total liberdade de criação para produzir, escrever os roteiros, dirigir e atuar dois filmes. E de forma inédita o estúdio prometeu ainda porcentagem dos lucros.
Em 1941 nasceu ''Cidadão Kane''. No começo chamado de ''American'', ''Cidadão Kane'' mudou a forma de se fazer cinema e inaugurava uma estética. Como foi dada a liberdade, Welles experimentou e revolucionou as técnicas de filmagem que até hoje são postas em prática: profundidade de campo, ação entrecortada num mesmo ambiente, planos longos, movimentos de câmera e edição rápida. Um obra-prima considerada por dez entre dez especialistas o maior filme já realizado.



Mas o filme causou muitos problemas a Welles. Foi acusado de plagiar, com o personagem Charles Foster Kane, a vida de William Randolph Hearst, um poderoso e influente magnata das comunicações nos Estados Unidos. Hearst liderou uma campanha para acabar com Welles e o filme apoioado por Louis B. Mayer, o chefe da MGM, que tentou pagar US$ 800 mil a RKO para destruírem todos os negativos e cópias do filme. Felizmente não consegue.
O público e a crítica aclamaram ''Cidadão Kane'', mas o filme deu um prejuízo inicial de aproximadamente US$ 160 mil à RKO. Somente nos relançamentos é que o filme começou a render.
O jovem Welles conquistou fama de maldito após o episódio. Em seu segundo filme, ''Soberba'' (The Magnificent Ambersons, 1942), decidiu retratar na tela sua visão da sociedade americana. Utilizou praticamente os mesmos recursos técnicos que havia em ''Cidadão Kane''. Assim que concluiu as filmagens, veio ao Brasil para rodar o documentário ''É Tudo Verdade'' (It's All True).
Enquanto isso, nos Estados Unidos, os executivos da RKO decidiram editar ''Soberba''. Cortaram 43 minutos. O diretor só ficou sabendo quando voltou do Brasil. Welles ficou decepcionado, mas ainda supervisionou ''Jornada do Pavor'' (Journey Into Fear, 1942), que assinou a direção (dizem que ele dirigiu por telefone) ao lado de Norman Foster. Assim que ''Soberba'' foi dado oficialmente como um fracasso comercial, Welles e toda a sua equipe foram demitidos da RKO. Um dos maiores diretores de todos os tempos ficava com a sua reputação abalada.
Aconteceu com Orson Welles o mesmo que a grandes e geniais artistas. Sua obra só foi reconhecida depois. ''Cidadão Kane'' levou a estatueta de melhor roteiro; e em 1970 a Academia lhe concedeu um Oscar honorário pelo conjunto da obra mas nunca ganhou um Oscar de direção. Sua filmografia, seja como diretor ou ator, inclui obras primorosas e inesquecíveis: ''A Dama de Shangai'' (The Lady From Shanghai, 1948), ''Macbeth'' (Macbeth, 1948), ''Othello'' (Othello, 1952), ''A Marca da Maldade'' (Touch of Evil, 1958).




Welles era capaz de tudo para fazer cinema. Atuou em filmes inexpressivos, fez narrações para a TV e assinou trabalhos como O.W. Jeeves e G.O. Spelvin  para conseguir dinheiro e produzir seus próprios filmes. Mas muitos de seus projetos não foram terminados, como o ''It's All True'', e ''Don Quixote'', filme em que trabalhou durante dez anos e chegou a ser exibido em Cannes em 1986.
Morreu no dia 10 de outubro de 1985, em Hollywood.
"O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho." essa é a essência de Orson Welles que viverá para sempre, motivando e incentivando novos diretores, atores e encantando espectadores.


Fonte dos dados biográficos: epipoca.uol.com.br

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

14 comentários:

  1. tem um fato interessante dele ter narrado a invasão do mundo uma vez ... os marcianos invadindo a terra rs... muito bom o seu post garota !!! você escolheu um grande ícone do cinema ... é legal, pq tem muita gente que nem sabe quem é essa cara ... bem, amei, como todos os seus posts ... bjos lindona

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post. Desta vez vc caprichou!
    Bjkas e um bom dia.

    ResponderExcluir
  3. Amiga... primeiro quero dizer que amei o comentario que vc deixou pra mim...Obrigado.
    Tb amo ser sua amiga. =))

    Não vi esses filmes confesso mais adorei o post.
    Informação de qualidade nunca é demais.
    Vou até ver se encontro filmes dele na locadora...

    Grande Beijo.
    Thaty
    Pedaços do Cotidiano

    ResponderExcluir
  4. Muito bom o post. Completo na medida certa para quem já conheçe ou não o grande mestre supremo do cinema!
    Parabéns por estar divulgando alguém que fez muito pelo cinema.
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Gostei tanto do seu post q vou correndo procurar esse filmes.
    Não conhecia esse diretor, mas por tudo que ele fez deve ser muito bom assistir esses filmes.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. adorei *-*

    passa no meu?
    Gabriela Alegre
    www.tdyhunters.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. eis um diretor que não fez apena cinema

    fez a Arte Cinema

    que eu considero mais importane

    ^^
    Espero que gostes da minha Experimentação Textual que é a Saga do Carlos Henrique

    Abraços

    ResponderExcluir
  8. muito bom o post, irei alugar o filme para conferir
    parabéns

    ResponderExcluir
  9. Já havia ouvido falar sobre cidadão Kane, mas não sabia sabia sobre este artista magnifico.

    Blog também é cultura!

    Bjus, bruna - relatosdegarota.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Bem legal o seu blog, já estamos seguindo.. Passa lá no nosso e confere o sorteio que estamos fazendo, vamos adorar sua participação ;)
    Beijos, Gabi

    ResponderExcluir
  11. Grande Orson Welles!!
    Evelyne,adoro cinema!Portanto minhas visitas aqui serão constantes.

    bjs e o brigado pela visita!

    ResponderExcluir
  12. Eve

    tem um presente no meu blog para vc

    espero que goste.

    http://www.loverocklive.com/2010/06/selo-love-amor-cultura.html

    ResponderExcluir
  13. Oi Evelyne! nossa que usper post! mtas informações ;) gostei

    esse sábado assisti Alice :) gostei, tdo mto bem feito ne?

    bjosss

    ResponderExcluir
  14. estou aqui hoje paratefazerum convite especial
    é um novo projeto que estamos desenvolvendo

    http://papeisonline.blogspot.com/

    aproveita a visita e assina nosso jornal gratis na opção assine do menu

    abraços

    ResponderExcluir

Faça a alegria da blogueira que vos escreve: deixe um comentário sobre o post!!!