Era Uma Vez em Nova York (The Immigrant, EUA, 2013)


- Então, o que você quer aqui, na América?
- Eu quero ser feliz.

Ser feliz e ter uma família novamente é o sonho americano da polonesa Ewa Cybulski (Marion Cotillard). Em 1921, ela e sua irmã, Magda (Angela Sarafyan), partem para Nova York fugindo dos horrores da guerra.
Mas logo no desembarque Magda fica doente e Ewa pede ajuda a Bruno (Joaquin Phoenix), sem saber que ele é um cafetão. 
A única motivação de Ewa é conseguir dinheiro para pagar o tratamento da irmã e por isso ela se sujeita a trabalhar para Bruno.
Então surge Orlando (Jeremy Renner) na vida de Ewa, mostrando que ela ainda pode amar e ser feliz. Diante desta possibilidade o ciúme de Bruno tem consequências trágicas.


Ewa personifica muitos imigrantes que escaparam da Primeira Guerra na Europa e foram para os Estados Unidos em busca do sonho americano, mas eles não estavam só em busca de fortuna como também de um lar para reconstruírem as suas famílias.
No entanto a maioria deles se deparou com as péssimas condições e a miséria desde o momento que começaram a longa viagem. 
Por isso a tradução literal do título original seria mais adequada para o longa, que deveria se chamar A Imigrante.
A narrativa é centrada em Ewa, mostrando que ela aceita ser explorada por Bruno porque precisa de dinheiro para ajudar sua irmã.
Mesmo convivendo com o abandono e a exploração, em momento algum ela desiste de seu objetivo. Mas com o passar do tempo acredita que não merece mais ser perdoada e feliz, por se sujeitar a prostituição.
Quando Orlando aparece em sua vida ela começa a mudar de idéia em relação a sua felicidade e essa possibilidade trará uma grande mudança em sua história.
Sobre Bruno, podemos o definir como alguém que coloca sua ganância a frente de seus sentimentos.
O longa também deixa bem evidente uma crítica a corrupção que já estava instalada na América.


A fotografia é incrível. As cores usadas servem para mostrar os sentimentos presentes em todos os momentos.
Nada desnecessário é mostrado em cena. Até mesmo os momentos mais difíceis são apresentados com muita sensibilidade.
As atuação brilhantes de Marion Cotillard e Joaquin Phoenix são o que transformam o longa com uma história central forte, mas já conhecida pelo público, em uma experiência única. Destaque também para a ótima participação de Jeremy Renner.
Outro elemento que tem grande destaque é a trilha sonora e em especial o tema principal, que completam perfeitamente todas as situações com um tom melancólico e sublime.


A reviravolta na metade final da história, mesmo sendo uma mistura de sentimento contraditórios, consegue nos arrancar lágrimas e mostra um retrato poético da complexidade das relações e desejos humanos.

Nota:4,5/5.

Enjoy! See you soon!

Era Uma Vez em Nova York (The Immigrant, EUA, 2013) Era Uma Vez em Nova York (The Immigrant, EUA, 2013) Reviewed by Evelyne V. Nami on 24.9.14 Rating: 5

12 comentários

  1. Olá

    Quero muito ver esse filme principalmente porque seu elenco traz nomes que eu gosto bastante como Marion Cotillard. A história também me chamou a atenção, sem falar que parece ser um filme muito bem trabalho em diversos aspectos. Espero não me decepcionar, acho que vai ser meio impossível.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Evelyne, excelente crítica, conta o necessário, explica a ambientação e estilo e,ainda assim, deixa quem lê ansioso e curioso.
    Não conhecia o filme, mas gosto de obras de época e do Joaquin Phoenix, então já tenho boas expectativas, pois me convenceu a assisti-lo. Vou reparar na fotografia e trilha sonora, quando a produção e direção combina todos esses elementos com os sentimentos em cena, o telespectador é mesmo arrebatado, mesmo quando não curte muito o estilo.
    O cenário dos imigrantes nos Estado Unidos durante o pós-Guerra é um marco importante na História, repleto de temas profundos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ola Eve adorei o figurino do filme , a fotografia está linda e a enredo gostei bastante já coloquei para assistir . menina pelo visto é retratado as emoções de forma sutil porém intensa . Quero muito assistir. beijos

    ResponderExcluir
  4. A fotografia parece mesmo incrível! E que bom que nada desnecessário é mostrado em cena, o tema já é forte o suficiente, precisa mesmo de sensibilidade para ser abordado. Me doeu o coração quando você disse que a Ewa pede ajuda a Bruno sem saber que ele é um cafetão... coitada da garota, ter que se prostituir para que consiga pagar o tratamento da irmã. Que coisa mais horrível. Não sei se assistiria... apesar de ter me parecido um ótimo filme, talvez não seja pra mim.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi, Evelyne! Eu não conhecia o filme, mas gostei da proposta. Há pouco comecei a me interessar por histórias que se passam na guerra ou a tenham como pano de fundo. E como não me encantar com essas fotografias que vc postou? O visual está lindo!
    Vou procurar pra assistir. ;)
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Eve!
    Eu só conhecia esse filme pelo cartaz. Sua resenha foi a primeira que li, e a que me apresentou a sinopse do filme. Me interessei facilmente por ele e sua nota alta fortaleceu esse interesse. Só o título, como você destacou, ficou meio ruim. Mas o que dizer de um país que traduz "It's Kind of a Funny Story" (livro de ficção bestseller com um dos títulos mais bonitos que conheço) como "Se Enlouquecer Não Se Apaixone"? O título "traduzido" faz uma clara referência à "Se Beber não Case" simplesmente por ambos terem Zach Galifianakis no elenco... Manipulação da cultura de massa, tentando forçar que o filme faça sucesso aqui, sendo que ele não precisa de ajuda alguma nesse quesito...
    De qualquer forma, sabemos que a indústria cinematográfica brasileira ainda tem muito a aprender; e agora sei que preciso assistir logo The Immigrant (prefiro assim xD).

    http://discodivinil.blogspot.com.br/

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  7. Olá Eve !!!

    Ótima resenha em uma bela obra de James Gray, vários belíssimos atores colecionadores de Oscar como Marion Cottilard, Joaquim Phoenix, Jeremy Renner e muitos outros, náo teria como ficar ruim, uma história que nos arranca várias lágrimas e emoções, estou contando os dias para sua estreia, não perderei por nada ^^.

    Bjos.

    http://www.loveebookss.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Solange

      O filme já estreou em 11 de setembro.

      Super bjos

      Excluir
  8. Hey, Evelyne.

    Ainda não conhecia o filme, mas com muita certeza irei gostar. Adoro filmes que se passam em momentos de guerra e que possuem conflitos e reviravoltas na trama. Anotei a dica aqui e em breve (muito breve) pretendo assisti-lo. Obrigado, haha!

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu adorei o filme quando vi! A sensibilidade com a qual o tema é abordado é impressionante, eu adorei!
    Definitivamente merece 5!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oie.

    Fiquei com muita vontade de assistir ao filme depois das imagens. Ela são lindas, a historia também me deixou curiosa, mesmo ja tento visto esalsa mesma história antes, parece que o filme tem um diferencial e é isso que eu quero descobri!

    Mayla

    ResponderExcluir
  11. OI Eve!
    Guria!!! Flor! Eu filmes de época, filmes ou seriados que tenham um cenário de guerra, ou pano de fundo uma história assim logo me conquistam, a fotografia parece mesmo incrível!
    Com certeza eu assistiria!
    Beijos

    ResponderExcluir

Faça a alegria da blogueira que vos escreve: deixe um comentário sobre o post!!!

Post AD