Resenha: O Iluminado


O Iluminado
Stephen King
Suma de Letras
463 páginas - Ano 2012

O casal Jack, Wendy e o filho Danny Torrance sofrem com o alcoolismo e a violência de Jack. Agora sóbrio e desempregado, ele aceita o emprego de zelador de inverno no Hotel Overlook. A família acredita que essa é uma oportunidade para seguirem em frente, unidos.

Lotado de histórias violentas e macabras, o hotel não pode ser considerado o lugar ideal para se ficar, muito menos para passar todo o inverno isolado. Principalmente para alguém como Danny, que possui o dom de ver e ouvir coisas que a maior parte das pessoas não percebem e passa momentos em estado catatônico. 

- Tudo que é hotel grande tem seus escândalos, - Watson afirmou dando os ombros - Assim como todo grande hotel tem um fantasma. Por quê? Diabos, as pessoas vêm e vão... Hotéis são lugares supersticiosos.

Para Jack o isolamento será perfeito pois não terá acesso a bebidas e terá paz e tempo livre o suficiente para terminar de escrever sua peça.
Mas a atmosfera carregada de maldade do hotel aos poucos começa a manifestar sua força, que é potencializada diante das fraquezas de seus hóspedes.

Este lugar desumano cria monstros humanos.


King nos apresenta a cada membro da família Torrance de forma que conhecemos suas vidas por completo. Suas histórias pessoais são tão trágicas e impressionantes quanto o que já acontenceu do Overlook. Até mesmo Danny, com apenas cinco anos, já sofreu muito para alguém de sua idade.
E é impossível não sentir empatia por esse menino tão educado, inteligente e amoroso.

A história é muito bem construída e no foco principal o sobrenatural caminha junto com assuntos bem reais, como traumas e dramas familiares, alcoolismo, violência doméstica e loucura.
Somos transportados para a narrativa por suas descrições precisas. Ficamos sufocados e apreensivos ao vermos a família vulnerável diante dos efeitos do hotel.

Mas o saguão estava escuro e cheio de sombras.

E se você, assim como eu, antes de ler O Iluminado assistiu a adaptação para o cinema produzida e dirigida por Stanley Kubrick, vai se surpreender totalmente. 
O filme funciona muito bem se for analisado apenas como inspirado no livro. Mas confesso que a atuação de Jack Nicholson é tão icônica que o imaginei o tempo todo como Jack Torrance.

A maioria das pessoas que nunca leram nada do King e querem começar, costumam perguntar para seus fãs qual o livro mais indicado para isso.  Eu com toda a certeza indico esse terror psicológico para quem quer conhecer o modus operandi do mestre.

Nota: 4,5/5.

Enjoy! See you soon!


Resenha: O Iluminado Resenha: O Iluminado Reviewed by Evelyne V. Nami on 10.9.18 Rating: 5

Um comentário

  1. Li este livro duas vezes, na segunda gostei bem mais do que na primeira. Estou ansiosa para ler a continuação ♥

    Sobre o filme, acredita que até agora não me empolguei para assistir? :O

    ResponderExcluir

Faça a alegria da blogueira que vos escreve: deixe um comentário sobre o post!!!

Post AD